Total de visualizações

terça-feira, 15 de junho de 2010

Auto-conhecimento


Resolvi fazer uma pesquisa de minha infância, para quem sabe descobrir respostas para perguntas sobre minha alimentação que eu nunca consegui responder.
Numa conversa com minha mãe, uma conversa bem divertida, diga-se de passagem, eu soube que sempre fui uma menina gordinha e de perna grossa.
Nasci com aproximadamente 4,5 kg e 49 cm (minha mãe não se lembra ao certo), procurei o hospital para ver se conseguia esta informação, mas todos os dados foram destruídos, pois a norma do hospital é que após 20 anos tudo seja descartado.
Fui amamentada exclusivamente ao peito durante os cinco primeiros meses e depois desse período incluiu mingau de “maisena” que duraram dois anos, após essa fase tomava leite da vaca da roça com açúcar e aos quatro anos não tomava mais leite a não ser com “toddy”.
A partir dos cincos anos freqüentava uma cantina que funcionava do lado da minha casa, nessa cantina servia-se lanches para comunidade carente do bairro e nesses lanches ás vezes serviam sopa de legumes, macarronada, mingau de milho e polenta e minha mãe disse que amava, comia muito.
Eu estudava na Escola Estadual que era na esquina de minha casa, lá serviam lanches fornecidos pelo governo, por isso não levava lanches de casa, pois lanchava os lanches da própria escola eram muito bem feitos e minha mãe conta que eu também gostava muito. Acho que estou ficando assustada com as descobertas.
Como a minha mãe tinha de trabalhar fora, a minha irmã cuidava de mim inclusive das refeições, esquentava a comida que minha mãe preparava no jantar, dava banho e arrumava-a para escola.
A minha mãe disse desde muito novinha descobriu que eu não gostava de cebolas, pois nem mesmo com várias tentativas dela e insistências eu comia.
Desta forma, fui ganhando peso e quando chegou aos 16 anos pesava 89 kg o que não parou por aí começou então a luta pela diminuição do peso já que estava mocinha e não queria se apresentar gordinha aos rapazes, aos 23 anos eu estava com 96 kg e frustada por não ter conseguido ja havia desistido de tudo e iria assumir que era gordinha e pronto.
Mas como tudo é por providência do Senhor, apareceu no meu caminho uma pessoa que incentivou a perder peso, de maneira sutil e amorosa a ajudou; essa mesma pessoa também tinha problemas com o peso, e convidou a cliente a participar das reuniões dos Vigilantes do peso.

Mas como eu não tinha condições financeiras de freqüentar as reuniões não pude continuar com o tratamento, mas esta amiga teve uma idéia, que a partir de todas as reuniões que ela fosse freqüentar, ele iria me passar todo material, então foi assim durante 1 ano e perdi perdeu 30 kg, vejam:



Hoje estou em busca de me conhecer e entender o que foi que houve. O porque de ter a comida como uma fonte de problemas na minha vida.

sábado, 12 de junho de 2010

Em busca de que?

Vocês já pensaram porque querem emagrecer?
Hoje coloquei tudo isso no papel e pude avaliar que meus motivos são maiores do que eu pensava. Emagrecer é quase um meio de sobrevivência pra mim...
Avaliei como é minha relação com os amigos enquanto estar gordinha ou gostosa. Busquei respostas para aquela atendente "grossa" que diz que infelismente não tem a calça do meu tamanho que talvez no final do mês eles peçam, quis matar aquela prima que come em média 1 kg de arroz em cada refeição e ainda é magra, me avaliei diante de minha profissão que precisa acima de tudo ter credibilidade no auto-controle diante da comida, aquele gatinho que estou afim percebi que se estivesse pelo menos com uns 20 kgs a menos seria mais facil conquistar, minha alegria estaria de volta se perdesse este meu medo de cair da cadeira ou que algum banco quebre quando eu sentar, ficaria ainda mais feliz quando conseguir cruzar as pernas... bem motivos eu tenho de monte.

Por isso emagrecer a partir de hoje tornou-se a maior NECESSIDADE de minha vida!

domingo, 6 de junho de 2010

Copa do mundo



















Olá pessoal... Antes de tudo preciso expressar minhas saudades!
To no maior clima de copa do mundo. Amo pra valer torcer pro nosso time, seja qual for: o que Dunga escolheu ou mesmo aquele que toda a galera pede. O que conta mesmo é termos representantes que amam nosso Pais.
Sigam os jogos e torçam como nunca!
Abaixo uma tabela dos jogos:

Bom, so de pensar que o Brasil vai jogar com Portugal fico tensa! Amo este Pais. Mas neste caso sinto muito .... "Sou Brasileira com muito orgulho e muito amorrrrrrr"!!!

Perdeu alguma informação, busque aqui

Follow by Email