Total de visualizações

sexta-feira, 16 de março de 2012

Primeiro passo: Conhecimento

Decidir fazer uma cirurgia do porte da GASTROPLASTIA não é tão simples assim não se pode fazer sem pelo menos consultar alguns médicos (endocrinologistas, gastroenterologista, nutricionista, psicologo e outros), pessoas que fizeram e obtiveram sucesso, pessoas que fizeram e não obtiveram sucesso, familiares e quem mais puder... Ah, não esquecendo das pesquisas cientificas, casos e acasos...


Eu antes de contar como cheguei a esta decisão vou explicar o que é a gastroplastia.


Gastroplastia: também chamada de Cirurgia Bariátrica, Cirurgia da Obesidade ou ainda de Cirurgia de redução do estomago, é, literalmente, a plástica do estômago (gastro = estômago, plastia = plástica).
Existem dois casos em que a Gastroplastia é indicada:
  1. Pessoas com Índice de Massa Corpórea (IMC) igual ou superior a 40 Kg/m².
  2. Pessoas com Índice de Massa Corpórea (IMC) entre 35 e 40 Kg/m², que apresentem doenças associadas a obesidade como diabetes, hipetensão, apnéia do sono, dislipidemia e artropatias.

Bom, eu fiz uma pesquisa de mercado e consegui boas informações sobre meu médico (prefiro não dizer o nome), conversei com pessoas que fizeram e também com quem conhecia o trabalho dele. "Tomei a decisão, vou fazer". Essa foi a frase que usei quando enfim decidi que essa seria minha ultima tentativa para emagrecer.
E aqui estou, pronta!

Emagrecer pra mim representa mais que um corpo bonito e enxuto, de certa forma é uma vitoria de anos de luta, uma trégua a minha vida regrada e controlada.


Por hoje é só, amanha vamos saber por onde começar, quais exames e etc...
Um beijo amores.
Vamos que vamos!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar pode o que não pode é desrespeitar...obrigada pela visita..

Perdeu alguma informação, busque aqui

Follow by Email